O processo de automação na mineração

O mercado que envolve os bens minerais é mais um daqueles que estão em constante desenvolvimento.

O passo largo e acelerado desse setor acabou atraindo olhares do mundo dos investidores que, todos os anos, aplicam muitos milhões no setor de mineração.

Para ter uma breve ideia, de acordo com informações disponibilizadas no site da Vale, o minério de ferro é uma das principais matérias-primas que o Brasil exporta, uma vez que a alta dos preços do material tem batido recordes de exportação.

Com esta máxima em vista, o processo de automação fica encarregado de proporcionar a tecnologia necessária para que todo minério seja extraído de maneira assertiva e produtiva.

Com a tecnologia oriunda da automação, a extração de minério em céu aberto ou em locais subterrâneos é facilitada.

Em suma, máquinas de última geração, como a ponte rolante, que iça as cargas pesadas diretamente da mina, são utilizadas para garantir a eficácia e rapidez durante o procedimento.

Abaixo, confira as principais informações sobre o processo de automação na mineração.

A mineração no Brasil

O solo brasileiro não é fértil apenas no sentido de plantação e colheita de alimentos, ele também produz minério, e em altas quantidades. Sendo assim, o mercado de negócios cresce cada vez mais aliado à alta produtividade do solo nacional.

Além do mais, a mineração contribui positivamente para o surgimento de novos empregos diretos e indiretos, pois oferece matéria-prima de primeira qualidade para diferentes finalidades da indústria em geral.

Diversos setores, como o das indústrias montadoras de veículos, necessitam de aço, vidro e plástico, ambos derivados do petróleo. Ou seja, de maneira indireta a mineração auxilia os demais setores.

Uma distribuidora de alumínio, por exemplo, só funciona a partir do momento em que tem o alumínio extraído da mineração em mãos.

Entretanto, sem a tecnologia do processo de automação, a retirada dos diversos tipos de minério é quase nula, porque sem as ferramentas e as técnicas adequadas, o minério continuaria intacto em meio às rochas e cavernas.

Tecnologias na mineração

Os principais avanços tecnológicos no âmbito da mineração envolvem os processos de automação, que também inclui a mecanização de procedimentos e etapas da extração de matéria-prima.

O detector de metais, conhecido popularmente, faz parte dessa evolução tecnológica. Embora sejam antigos, é possível encontrar detectores de última geração no mercado atual.

No entanto, cabe destacar que o aparelho utilizado nas minas é diferente daquele que é visto em desenhos animados, por exemplo.

Na mineração, os detectores são máquinas grandes e contam com ferramentas de última geração, como o separador magnético.

O separador magnético para mineração é incumbido de realizar a função de separação e discriminação das partes metálicas e de outros sedimentos misturados. Procedimento fundamental para a extração de minérios.

Confira algumas das principais vantagens dos detectores de metais, quando usados no processo de extração de minério:

  • Suporta grandes cargas;
  • Possui controle digital;
  • Facilidade de manuseio;
  • Alta durabilidade;
  • Acabamento em metal.

O processo de detecção de metais funciona a partir de um motor magnético, que movimenta a correia transportadora. O minério fica sobre a correia, que se movimenta lentamente, passando os materiais pelo detector e separando os fragmentos.

O processo de separação de metais é fundamental, pois, antigamente, o mesmo procedimento era realizado, só que de maneira manual. Ou seja, a produção era lenta e tinha pouco rendimento financeiro.

Com a automação no setor mineral, uma distribuidora de metais, por exemplo, apresenta grande lucro frente ao mercado atual.

Segurança nas etapas de mineração

O processo de mineração é algo perigoso, tendo em vista que as etapas de extração eram realizadas pela mão de obra humana, no passado.

Com a crescente tecnológica e a aplicação dos processos de automação no setor, o índice de acidentes caiu bastante.

Obviamente, a intervenção humana acaba sendo ineficaz perante o controle mecânico, que facilita o processo de produção, gerando mais lucro às grandes empresas e indústrias mineradoras.

Além disso, com a instalação de maquinários de última geração, os impactos na saúde humana são quase que nulos, uma vez que as novas máquinas não fazem tanto barulho como as que eram utilizadas no passado.

E mais, o uso da tecnologia na mineração também envolve a análise de dados, bem como o reconhecimento de solo e nível de dureza de rochas, facilitando, assim, a perfuração eficiente.

No entanto, é preciso ressaltar que a maioria desses processos de mecanização está disponível para as indústrias e empresas do ramo. A modernização é o futuro de qualquer atividade, inclusive a mineração.

redator Autor