Tudo sobre o ferro magnético

magnetismo é o fator responsável pela atração de ímãs e substâncias como o ferro e o cobalto.

Essa atração é feita sem a necessidade de contato direto entre os dois pólos de atração, ocorrendo à distância com efetividade, por conta do campo magnético gerado pelo imã.

Esse recurso é bastante usado na indústria, mas também tem outros usos. Entenda melhor o funcionamento de ímãs e magnetismo abaixo!

Funcionamento do ímã

imã pode ser definido com uma peça capaz de estabelecer em torno de si um campo magnético, gerando a interação entre ele e outras substâncias que sejam atraídas pela sua força.

Esse aparato é feito a partir de metais diversos, como a magnetita. Há, hoje, na indústria a possibilidade de fabricar a peça de maneira artificial, sem o uso de metais, mas com técnicas fazê-la adquirir essa propriedade atrativa.

Os ímãs artificiais podem ser de três tipos diferentes: eletroímã, permanentes ou temporais.

Os eletroímãs são compostos por um condutor de corrente elétrica e um núcleo, geralmente de ferro.

O campo magnético depende da passagem da corrente elétrica. Quando essa cessa, o material fica inutilizado nesse sentido.

O ímã permanente tem a capacidade de manter a propriedade magnética, mesmo após o processo de imantação.

O temporal, por sua vez, só consegue manter as propriedades magnéticas sob ação de outros campos magnéticos.

O ímã é composto por duas regiões chamadas pólos, que são as partes onde o magnetismo apresenta maior intensidade.

Esses pólos são chamados de Norte e Sul. Pólos de natureza igual se repelem e de natureza diferente se atraem. Esses pólos são inseparáveis e a cada tentativa de separação são obtidos dois novos pólos magnéticos.

O ímã pode ser encontrado em itens como:

  • Bússolas;
  • Sistemas de alarme;
  • Telefones;
  • Alto falantes;
  • Microfones.

Uso de propriedades magnéticas

Um dos usos comuns das propriedades de atração e magnetismo é nas indústrias, tendo como exemplo o uso da Mesa magnetica, muito usadas no processos de usinagem, devido a praticidade de poder prender as ferramentas na placa magnética, apenas encostando nela.

O uso dos ímãs faz com que o uso da energia elétrica seja dispensável ao processo. As empresas especializadas no fornecimento deste aparato têm ele à disposição em diversos formatos, sendo possível também obtê-lo em fabricação sob medida.

O seu uso facilita a operação dos trabalhos de usinagem, além de serem uma forma de proteção para os trabalhadores, que não correm risco de acidentes com quedas de ferramentas pesadas.

No entanto, o magnetismo não está presente apenas nas indústrias, ele pode ser, inclusive, um recurso muito útil no lar.

Uma Barra magnética pode ser usada para armazenar ferramentas e utensílios de forma prática e serve até mesmo para dar um up na decoração.

Um dos usos mais comuns da barra é na cozinha para prender talheres de metal e utensílios diversos.

Outro uso pode ser a fixação de potinhos de temperos pelas tampas em suportes à altura das mãos, facilitando o seu uso no dia a dia. A organização de ferramentas na garagem também é um uso comum da barra magnética no lar.

Energia elétrica e magnetismo

O fornecimento de energia elétrica é feito com o auxílio de um aparato chamado transformador de potência.

Os transformadores são equipamentos utilizados na transformação de tensão e corrente. Podem ser monofásicos, operando em 127V e 220V e até trifásicos, operando em 220V, 380V e 440V.

Esse equipamento pode ser classificado de acordo com seu núcleo, que pode ser de ar ou de ferromagnético, com chapas laminadas.

Os transformadores domésticos são do tipo monofásico e transformam tensões 127V em 220V e vice-versa.

O núcleo do transformador tem um importante na operação do equipamento, pois ele é o responsável por transferir a corrente do enrolamento primário ao enrolamento secundário.

Transformadores com núcleo ferromagnético tem em sua composição o silício, que proporciona características de magnetização muito valorizadas.

O ferromagnetismo é a capacidade que alguns materiais têm de interagir com um campo magnético, tornando, assim, possível a ação de aparatos como o ímã, que atraem esses materiais.

Essa propriedade é muito útil para a indústria, mas sua aplicabilidade também pode ser vista em itens mais cotidiano como utensílios domésticos e de forma indireta no fornecimento de energia elétrica por meio de equipamentos como o transformador de potências.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *