Saiba mais sobre processos de segurança industrial

A criação de um parque industrial deve ser tomada por diferentes agentes reguladores, que vão desde o investimento de governos municipais, estaduais e federal.

Até a disponibilidade de matéria-prima e mão de obra capacitada, em regiões específicas, e que tenham proximidade com os objetivos de uma empresa.

Para isso, é preciso identificar as características locais, para saber qual ramo ou atividade industrial pode ser aplicado.

Podemos citar dois exemplos claros, e bastante típicos, que representam bem a industrialização nacional.

O primeiro é a disposição de eucalipto, em regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos, que permitiram o crescimento de cidades menores, ao redor de fábricas de papel e celulose.

O segundo exemplo é a disponibilidade de siderúrgicas, e a aproximação da indústria automobilística.

Que enxergou na possibilidade de matéria-prima, como o ferro e aço, tão próximo, que se instalou em cidades que se tornaram referência como pólo industrial automobilístico.

Montagem industrial deve garantir segurança

Atualmente, com os avanços tecnológicos, a facilidade de mobilidade urbana, e a abertura para o comércio exterior, novos movimentos de crescimento industrial se apresentam.

Para diferentes setores de manufatura de produtos, inclusive com a implementação de automação nas linhas de produção.

Para que tudo funcione de forma correta, a mão de obra especializada também é um fator que é levado em consideração, principalmente em locais que contam com universidades.

Preparando profissionais dos mais diferentes segmentos, com especializações em áreas do conhecimento que já atendem à indústria quatro ponto.

Como o resultado final de uma linha de produção não pode fugir do excelente, e a robotização está presente na maioria das fábricas e indústrias, as empresas de calibração de equipamentos oferecem serviços especializados e exclusivos, para atender a uma demanda crescente no país.

Dentro de um planejamento de manutenção, estes serviços englobam:

  • Instalação de equipamentos;
  • Verificação dos procedimentos de trabalho;
  • Calibração sob condições de funcionamento;
  • Ajustes de operação de trabalho.

A instalação dos equipamentos ocorre durante a montagem industrial, que identifica o posicionamento de mobilidade interna, os dispositivos de alimentação elétrica, e todo o sistema hidráulico e pneumático dos equipamentos, conforme o objetivo de cada empresa.

A verificação, a calibração e os ajustem acontecem em um momento posterior, conforme as necessidades se apresentam, com o pleno funcionamento industrial.

Os cuidados com a mão de obra também não passam despercebidos. O fornecimento de EPI para trabalho em altura deve ser feito ao funcionário logo em sua contratação, e a obrigatoriedade de uso deve constar do contrato de trabalho.

O mesmo ocorre em outros setores da linha de produção, e dos processos que envolvem a transformação de matéria-prima em produtos voltados para o mercado consumidor.

Para garantir a saúde do funcionário, as empresas devem fornecer capacete, luvas, uniformes apropriados, e sapato de segurança, que podem conter biqueiras de aço, para evitar acidentes na área de trabalho, e que possam machucar um funcionário, ou terceiros.

Setor industrial deve controlar poluição

Além da preocupação com a segurança dos trabalhadores, e dos equipamentos, máquinas e ferramentas que são utilizados dentro de uma indústria, as empresas devem se certificar quanto à emissão de poluentes no meio ambiente, seja pelo ar, seja pela água.

Para que a emissão de agentes poluentes não seja completamente catastrófica para a natureza, e evitar que afete a saúde da população, que vive ao redor das áreas industriais.

As empresas devem adaptar equipamentos que funcionam como um controle de odor industrial, tecnologia presente, principalmente, em lavadores de gases industriais.

Com este instrumento funcionando como um filtro, sobre a emissão de gases das indústrias de todos os setores, principalmente de químicos, petroquímicos, produtos alimentícios e fábrica de papel e celulose, os cheiros característicos das indústrias são eliminados.

Para que funcione de maneira eficiente, a instalação do equipamento deve ser realizado após a identificação de fonte que cria o odor.

O recolhimento de dados atmosféricos identificam horários de maior concentração, odores similares e quais os procedimentos estão sendo realizados na própria indústria.

O diagnóstico permite que sejam realizados a instalação e todo procedimento de tratamento dos gases poluidores.

Inclusive com o acoplamento de um detector de vazamento de gás, para se certificar que não há outros agentes poluidores, dentro do sistema de escape de toda a indústria.

Por atender diferentes áreas da indústria, a solução deve ser específica para cada setor, com técnicas efetivas, e que apresentem uma solução quanto à emissão de gases poluentes e aos odores característicos.

É preciso verificar todas as alternativas, inclusive com tecnologia empregada em outros países.

redator Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *