Os principais processos de usinagem industrial

O mundo industrial é como um sistema que depende de uma série de fatores para o seu funcionamento. Um deles é a existência de equipamentos e maquinas industriais de todos os portes, destinados às complexas operações que envolvem as linhas produtivas.

Dentro deste complexo universo, destaca-se a usinagem, um conjunto de processos industriais de extrema relevância para a produção de objetos e peças metálicas.

O que é usinagem?

A indústria de usinagem é baseada em uma série de técnicas metalúrgicas utilizadas para dar a forma desejada ao metal, incluindo o acabamento das mais variadas peças.

Durante os processos, os trabalhadores da indústria cortam a matéria-prima e, com o maquinário, alteram a aparência e a forma da peça. Trata-se de uma alternativa a outros processos de produção, como a moldagem ou a fundição.

Entretanto, é um método mais eficaz para a criação de peças mais finas e detalhadas.

É possível fabricar uma infinidade de objetos e produtos com a usinagem, desde parafusos até a usinagem de peças automotivas.

O processo pode ser feito em peças de diversas composições, como o alumínio, latão, cobre e nylon, com maquinário e ferramentas adequadas.

Ao oferecer os serviços para a produção de peças metálicas sob medida, as empresas especializadas no ramo contam com alta tecnologia. A qualidade e a complexidade das peças depende da precisão do maquinário aplicado ao projeto.

Com relação ao serviço de usinagem pesada, trata-se de uma técnica focada em clientes específicos do mercado, devido a produção de peças de grande porte e complexidade superior.

Embora seja empregada para a fabricação de objetos a partir de blocos de matéria-prima, a usinagem pesada costuma ser usada mais frequentemente na manutenção de peças.

Sistemas e processos da usinagem

Outra forma de definir a usinagem é como sendo a remoção de material de peças brutas, com o auxílio de uma máquina de corte, para a obtenção de uma nova peça, com as formas e dimensões desejadas.

O torno mecanico é a ferramenta utilizada em grande parte dos processos. Ele funciona a partir da rotação da peça bruta, presa em um cabeçote, enquanto uma ou diversas ferramentas de corte são pressionadas contra a superfície da peça, movendo parte do material.

As principais operações de usinagem podem ser classificadas como:

  • Aplainamento, brochamento, furação, fresamento;
  • Retificação, torneamento, alargamento, rebaixamento;
  • Mandrilamento, serramento, limagem, rasqueteamento;
  • Tamboramento, brunimento, super acabamento, lapidação;
  • Espelhamento, polimento, lixamento, jateamento, afiação, entre outras.

Aplainamento

A operação tem o objetivo de gerar superfícies planas. Para isso, a ferramenta de corte se movimenta em translação, enquanto a peça permanece estática, ou vice-versa.

Brochamento

No brochamento, uma ferramenta multicortante faz o movimento de translação, enquanto a peça permanece estática. Dependendo do caso, pode haver rotação entre as peças, produzindo objetos curvos e com bom grau de acabamento.

Furação

Na furação, uma ferramenta similar a uma broca de dois gumes abre uma cavidade cilíndrica na peça bruta.

A ferramenta faz um movimento que combina rotação e deslocamento linear, moldando a peça da maneira desejada.

Uma variação da furação é o alargamento de furos. Neste caso, a ferramenta remove o material das paredes de um furo, aumentando o seu diâmetro com bom grau de acabamento.

Fresamento

A operação de fresamento é caracterizada pelo uso de uma ferramenta de corte com vários gumes, que gira enquanto é pressionada sobre a peça no processo de usinagem.

A peça também se movimenta, para a alimentação do maquinário, durante o processo. A superfície resultante pode ter diversas formas, dependendo do caminho percorrido pela ferramenta sobre a peça.

Retificação

Na retificação, a ferramenta remove o material da peça com a ação de grãos abrasivos. Neles estão os gumes capazes de fazer a retirada de material da peça bruta.

Uma ferramenta contendo o material gira em seu próprio eixo e a peça usinada também pode ser movimentada. O resultado é o polimento da superfície.

Torneamento

No torneamento, a matéria-prima de forma cilíndrica gira em torno do seu próprio eixo, enquanto uma ferramenta de corte faz o movimento de translação sobre a peça.

Com essa variedade de técnicas para a produção de ferramentaria de qualidade, a usinagem de peças mostra que é um conjunto de processos extremamente úteis, pois permitem uma abrangência de moldagens.

Além disso, há possibilidade de produção em larga escala ou em ritmo controlado, dependendo das necessidades da indústria em questão.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *