Itens de vedação essenciais em tubulações industriais

Em tubulações que irão receber uma quantidade intensa de água ou fluidos, por exemplo, e até mesmo em válvulas, que também serão responsáveis por esse transporte, é importante que exista uma vedação adequada no local.

Isso é fundamental para evitar vazamentos e contribuir para que o tubo, cano ou válvula não fique sobrecarregado pela pressão do fluido e acabe estourando. A vedação não deixa o fluido sair ou ainda que entre um novo, inclusive, evitando também a entrada de ar.

Por isso, para que válvulas, tubulações e canos (que estão presentes de vários sistemas- inclusive em casa) realizem de forma correta esse transporte, é fundamental ter um bom sistema de vedação.

Nesse sentido, as gaxetas são elementos fundamentais nesse processo. Você já ouviu falar nesse termo ou sabe do que se trata? Confira as informações nesse artigo.

O que são gaxetas?

As gaxetas são elementos que atuam de forma mecânica e são colocados na vedação de um local que recebe a passagem de um fluido.

Essa vedação pode ocorrer de duas formas, sendo elas total ou parcial.

Essa gaxeta também pode ser chamada de anel de vedação ou até um anel de borracha, que está disponível no mercado em vários modelos para atender a necessidade do cliente. Além disso para que seja instalada especificamente para cada tipo de fluido.

Esse material, portanto, auxilia no processo de vedação, além de ajudar a fixar o equipamento em que o material será aplicado. Esse artigo abordará alguns tipos de gaxeta e suas funcionalidades. Confira!

Quais são os tipos de gaxeta?

No mercado, existem vários tipos de gaxeta, que são utilizados em momentos apropriados, a depender do tipo de tubulação e fluido.

Para se ter uma ideia, um desses itens é a Gaxeta grafitada.

Esse tipo de gaxeta é indicada para a vedação na indústria e é feita a partir de fibra em acrílico. Esse material ainda é indicado para locais com variação de temperatura, como o uso de água fria ou quente, além de pHs considerados alcalinos.

Esse material é considerado:

  • Baixo custo;
  • Consegue trabalhar com altas temperaturas (até 260º);
  • É considerada excelente para realizar a vedação;
  • É indicada para óleos (térmicos);
  • Pode ser utilizado na vedação de bombas;
  • Evitar coceira;
  • Apresenta isolamento termico, trazendo maior controle da temperatura.

Ou seja, no âmbito industrial, a gaxeta grafitada é a mais indicada, exatamente pela resistência, durabilidade e eficiência em um ambiente de alto impacto, como o setor industrial.

Outro material importante é a Gaxeta de grafite, que nesse caso se subdivide em vários tipos, como gaxeta flexível ou de aço carbono.

No caso da gaxeta de grafite que apresenta flexibilidade, esse material é considerado muito resistente quimicamente e no âmbito térmico.

Além disso, esse material apresenta as seguintes qualidades:

  • Não apresenta muito atrito;
  • É indicado para problemas com vedação e gotejamento (em bombas);
  • Apresenta compatibilidade com quase todos os produtos químicos;
  • Trabalha com temperatura elevada, de até 650 º C;
  • Pode ser utilizada em petroquímicas e pode estar em contato com óleos;
  • Tem a capacidade de vedar mesmo um produto químico muito forte.

Outro material interessante também feito com grafite é o à base de carbono. Ele possui fibras de carbono, sendo considerado altamente resistente.

Uma de suas vantagens é que ele consegue suportar pressões e temperaturas altas, atuando até mesmo como um trocador de calor.

Outro tipo de material é a Gaxeta PTFE, que funciona mais ou menos como no caso do grafite, no que se refere aos diferentes modelos e formas de aplicação.

Esse tipo de gaxeta funciona de forma atóxica, ou seja, que apresenta resistência a temperaturas de até 280 º C e é indicado para vedar óleos, gases, solventes, produtos que apresentem corrosão e que sejam nocivos.

Por isso, ele é considerado um material “atóxico”, sendo muito utilizado na indústria farmacêutica e de alimentos.

O outro tipo utiliza também o grafite para incorporar uma maior resistência química, além de flexibilidade.

Além disso, esse material ajuda a dissipar calor e é altamente flexível.

Ele pode ser utilizado para a vedação de válvulas que estejam sob pressão, assim como de produtos químicos considerados agressivos, vedação de reatores, dentre outros locais dentro da indústria considerados mais perigosos.

Assim, acaba apresentando uma versatilidade em seu uso, sendo de extrema importância para o setor industrial.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *