Entenda tudo sobre os tipos de caixas fabricadas em indústrias

A origem das caixas e embalagens é datada por volta de dez mil anos atrás, de acordo com alguns estudiosos, quando surgiu a necessidade de estocar e transportar alimentos.

Com base em pesquisas da História Antiga, existem evidências de que as primeiras embalagens eram em crânios animais, folhas de árvores, troncos e até conchas.

Outra necessidade, além do estoque, foi a necessidade de um transporte com conservação, então foi criado o sistema de arrefecimento, constituído através de um líquido que causa a diminuição da temperatura.

Com as grandes navegações surgiu a necessidade de se criar novos métodos para preservar os alimentos por mais tempo, contudo ocorreu o desenvolvimento de novas embalagens, usando outros materiais, como, por exemplo, as latas descartáveis.

Entretanto, o aprimoramento dessas técnicas começou a se destacar em 1910, com a criação do papel alumínio e a invenção da película celofane, fazendo com que a conservação dos produtos fosse muito mais eficiente e causasse menos desperdício.

Conheça mais sobre a indústria de embalagens

A indústria de embalagens foi crescendo de acordo com a demanda de produtos em atacado, fazendo com que houvesse um maior estoque nas empresas e fossem necessárias diversas caixas.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo ABRE (Associação Brasileira da Embalagem), o Brasil é um dos maiores fabricantes de embalagens do mundo e uma das que são de melhor qualidade.

A origem do papelão se deu na China, aproximadamente, quatro mil anos atrás, e começaram a chegar no Ocidente por meio da Rota de Seda, em via das relações que surgiram entre China e Europa.

A fabricação de caixas antigas era feita através da demarcação de qual local se iria dobrar para adquirir um determinado formato, e além disso, todo trabalho era manual.

Com a Revolução Industrial e criação de máquinas, ao invés de manual, o trabalho passou a ser maquinário, usando delas para dobrar e cortar lâminas, gerando uma produção mais rápida, com menos prejuízo e mais eficiente.

Quais os tipos de caixa existentes?

Atualmente, o mercado oferece diversos modelos de caixas, devido à necessidade do consumidor.
Um dos modelos mais conhecidos é a caixa corte e vinco, geralmente utilizada em mercados que precisam de uma aplicação específica, sendo encontrada em setores do ramo alimentício e químico. Possui vantagens como atender às necessidades específicas.

Entre as caixas personalizadas também se encontra o modelo citado acima, devido ao fato do mercado buscar o oferecimento de flexibilidade para se adaptar a diversos produtos com resistência e até mesmo diversos designs.

Há, ainda, a caixa de ventilação. Ela foi desenvolvida com intuito de proporcionar flexibilidade e versatilidade.

É composta por materiais de tecnologia avançada, como uma estrutura de alumínio fixada com nylon, isolada com isopor e um ventilador de insuflamento em aço.

No estoque dos produtos guardados em caixas é imprescindível o uso de exaustor, uma vez que esse equipamento tem o objetivo de remover o mau cheiro de ambientes fechados.

Seu funcionamento se dá através de motor elétrico, ou de energia, através de correntes de convecção.

Além disso, as caixas não se limitam apenas às embalagens e à função de transportar, pois há, ainda, a caixa acoplada em vasos sanitários, feita com material de louça. Ela tem alguns benefícios, como, por exemplo:

  • Menor gasto na instalação;
  • Economiza água através da descarga com duplo acionamento;
  • Facilita na identificação de problemas;
  • Possui simplicidade na manutenção;
  • Existem modelos ecológicos;
  • Oferece um design mais bonito para o banheiro.

A criação dos vasos sanitários se deu na Europa devido às necessidades fisiológicas dos seres humanos, mas com o passar dos anos, essa técnica foi sendo desenvolvida.

Na Grécia, por exemplo, os espaços sanitários eram públicos e não existia encanamento, já atualmente, os espaços são individuais e existem diversos produtos que buscam elegância e comodidade.

Para o bom funcionamento, é indispensável o uso do anel de vedação caixa acoplada, que tem a função de fixar a caixa acoplada com o vaso sanitário, evitando que surja vazamentos e o mau cheiro.

Possui características como o fato de ser fácil na instalação, flexível, possuir diversas medidas e ser feito de borracha.

O custo desse produto é entre dezoito e vinte cinco reais, variando de acordo com a marca e o tipo de borracha.

Portanto, é inquestionável a importância das caixas, assim como para a indústria, ajudando tanto no desenvolvimento da economia, como em funções básicas na preservação de alimentos para os seres humanos.

Entretanto, é válido ressaltar que as caixas não se limitam a embalagens, pois elas também são encontradas em diversos outros materiais, como cerâmica, feita para o uso em vasos sanitários.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *