Conhecendo mais sobre fabricação de peças

Alguns procedimentos, utensílios e materiais são fundamentais para a fabricação de peças. Afinal, são inúmeros os formatos, as composições e as aplicações das peças no mundo moderno, não é mesmo?

Por isso, conheça mais sobre esse tipo de produção a seguir!

Ferramentas

Para que as peças sejam fabricadas, as peças passam por alguns procedimentos como usinagem. Nesse contexto, é necessário fazer uso de ferramentas de precisão, que são capazes de lidar com dados e demandas extremamente específicos. Afinal uma peça em seu estágio bruto não é muito útil.

Por isso, ela precisa passar por máquinas até atingir seu formato ideal. Ao removerem o material contido em espaços vazios ou em branco, esses equipamentos precisos e de alto desempenho são capazes de fornecer a forma final necessária sem prejudicar a qualidade da peça.

Eles são operados por controladores, que verificam e ajustam seu mecanismo de forma a chegarem aos resultados desejados.

São diferentes dimensionamentos realizados através desse dispositivo, de modo que esse processo é bastante exclusivo e personalizado, pois, como diz o nome, Ferramentaria de precisão não pode deixar a desejar quando o assunto são os detalhes, não é mesmo?

Os altos níveis de exatidão são exigidos por muitos processos produtivos, como os de moldes, essenciais na obtenção das peças utilizadas em diferentes setores e também na vida cotidiana das pessoas.

Por isso, os moldes estão diretamente relacionados à quantidade de detalhes. E, sendo assim, é com a alta precisão de ferramentas diversas que as necessidades de muitos negócios podem ser atendidas no que diz respeito à produtividade funcional, otimizada e, claro, precisa.

Com excelente grau de minúcia, as operações devem ser conduzidas de forma atenta e experiente, de modo que as ferramentas utilizadas possibilitem a obtenção de formas e detalhes mais complexos por meio de cortes e perfurações programados por meio de um computador.

Fundição

Existem diferentes materiais para se chegar às peças que serão empregadas em diferentes demandas posteriormente, sendo um dos mais recorrente o ferro.

Ao ser combinado com outros elementos, ele confere resistência e durabilidade à peça, garantindo seu uso prolongado e eficaz.

De acordo com a espessura desejada, portanto, é possível obter diferentes fórmulas químicas, que darão origem exatamente ao material que se faz necessário para o cumprimento preciso de determinada demanda, seja em qualquer setor. No geral, os demais elementos utilizados são carbono, manganês, silício, fósforo e enxofre.

Esse ferro deve ser fundido para que possa dar forma ao produto, de modo que Fundição de ferro nodular é um dos processos mais importantes para esse objetivo.

A presença do grafite em forma esferoidal no procedimento é o que garante ao material gerado maior desempenho em:

  • Resistência mecânica;
  • Tração;
  • Compressão;
  • Impactos.

Na construção mecânica, com alta demanda por produção de componentes de máquinas de trabalho que suportam altos níveis de impactos e fadiga, a fundição é extremamente fundamental para obtenção de algumas peças como:

  • Polias;
  • Tambores;
  • Cabeçotes de prensas;
  • Mancais.

Além disso, esse processo pode garantir algumas características especiais, como resistência a calor, a abrasões e a corrosão, em geral.

É sempre indicado, portanto, encontrar as melhores soluções em termos de fundição para garantir peças mais resistentes, duradouras e de alta performance.

Bronze

Bronze também é um material muito utilizado na fabricação de vários tipos de peças e apresenta uma série de vantagens que podem variar de acordo com as recomendações de uso e as demandas.

Além disso, é preciso estar atento à aplicabilidade desse material, fazendo o uso mais adequado e duradouro. Alguns benefícios desse material são:

  • Alta resistência a cargas elevadas;
  • Menos desgaste em situações vibratórias;
  • Alta resistência térmica e à corrosão;
  • Não apresenta cavitação.

Dessa forma, tem-se também Bronze grafitado, que possui características antifricção que chamam bastante a atenção no mercado.

Quando a lubrificação das peças não pode ser feita manualmente, esse material é um recurso muito eficiente. Isso porque ele é constituído por meio de sinterização, ou seja, feito na metalurgia do pó, o que o torna lubrificado para sempre e prolonga sua vida útil significativamente.

Um cuidado importante é evitar impactos e choques diversos durante o seu manuseio. Entre as suas principais vantagens estão que apresenta alta durabilidade e baixo custo, tornando seu uso ainda mais recorrente. Os segmentos atendidos por esse material são:

  • Mecânica, em geral;
  • Indústria naval;
  • Linha automotiva;
  • Eletrodomésticos.

É imprescindível que todas as etapas da fabricação de peças sejam devidamente acompanhadas e conduzidas por profissionais capacitados, evitando danos e prejuízos de grande proporção no futuro e na cadeira produtiva da indústria.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *