Algumas ferramentas fundamentais para as indústrias

Existem diferentes tipos de industrias no mercado, são alimentícias, farmacêuticas, metalúrgicas, da construção civil e mais uma infinidade que são responsáveis por movimentar a economia do país em suas muitas vertentes.

Neste sentido, destaca-se o crescimento considerável que vem alcançando as empresas fabricantes de máquinas e equipamentos voltados ao aprimoramento dos processos dentro das indústrias.

Um dos segmentos que vem ganhando cada vez mais força é o dos laticínios. Claro que o leite e seus derivados como a manteiga, iogurtes, queijos e outros produtos, já eram consumidos em grande escala, mas com o avanço das tecnologias e surgimento dessas novas ferramentas mais modernas e potentes, a presença deste setor no mercado subiu ainda mais.

Um exemplo disso é a desnatadeira preço justo e compatível com a sua qualidade, este item serve para separar impurezas, remove componentes sólidos e diminui o nível de gordura.

Desta forma, a matéria-prima não é desperdiçada, todo o processo é feito com precisão e evita que se perca quantidades do produto, como acontecia anteriormente sem o uso da máquina.

Outro equipamento que apresenta um ótimo desempenho e grande funcionalidade é a centrífuga clarificadora de discos, utilizando uma alta e constante velocidade, ela também é capaz de separar produtos sólidos de líquidos, retira impurezas e clarifica os materiais, com a diferença que seu uso não se restringe ao leite e engloba ainda:

  • Combustíveis;
  • Óleos vegetais;
  • Amido de milho;
  • Cervejas e vinhos.

Máquinas eficientes em todas as aplicações que são destinadas

O processo de separação de materiais sólidos dos líquidos também ocorre em estações de tratamento de esgotos e, nesse caso, o trabalho exige um cuidado maior e necessita uma máquina específica já que lida com efluentes contaminados e visa melhorar as condições do produto.

O decantador é o responsável por separar o lodo de água, por exemplo, ele contém peças de alta qualidade que proporcionam uma rotação bem rápida capaz de conduzir o procedimento de separação.

Ao se tratar de máquinas que necessitam de energia para funcionar e, geralmente, ficam dispostas em ambientes com grande circulação de pessoas, é importante se atentar às condições do local para receber estes equipamento.

Neste caso, é indicado o uso de transformadores para controlar a corrente elétrica e conduzir corretamente a voltagem transmitida.

Existem situações em que a empresa está toda equipada com uma rede elétrica com uma voltagem, mas compra uma máquina com voltagem diferente e, para que estejam alinhados para funcionar corretamente, se faz uso dos transformadores a seco e a óleo, vai depender das especificações do contratante.

Esta ferramenta possui alta resistência ao fogo, então – em casos de incêndio – não haverá uma explosão por sua parte.

Outra ferramenta também usada é o auto transformador que possui grande semelhança com os transformadores, mas a diferença é que um transformador possui apenas uma entrada e saída de tensão, enquanto o auto transformador pode receber muitos tipos de tensões.

Como manter funcionalidade e vida útil dos equipamentos?

Adquirir máquinas modernas e eficientes, mas não manter uma manutenção correta, é jogar dinheiro fora. Isso porque, para que funcione de forma correta, os equipamentos devem passar por avaliações e verificações que visem prolongar seu tempo de uso.

Pensando nisso, existe duas formas de realizar a manutenção, são elas: a manutenção corretiva e preventiva, e saber o momento certo de fazer cada uma faz toda a diferença.

A manutenção corretiva é feita quando já existe um problema nas máquinas, então se elas exigem a regulagem ou troca de uma peça, está é a indicada.

Mas nesse caso, é necessário parar o trabalho por um tempo, até que seja corrigidos todos os erros, então pode haver atrasos no serviço – então quanto mais rápido for feita a manutenção, melhor.

Já a manutenção preventiva cuida das máquinas, justamente, para que esses contratempos não ocorram, ela vai avaliar o estado dos produtos e verificar se a longo prazo vai apresentar danos e em cima disso agendar uma data para que a manutenção corretiva seja feita sem influenciar nos resultados produtivos da empresa.

Com este planejamento, se economiza tempo e dinheiro, por isso é tão vantajoso. Por fim, existem prestadoras de serviços de manutenção no mercado prontas para atender as demandas e necessidades dos clientes com responsabilidade e segurança.

redator Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *